Midnight lightning

Midnight lightning

Ontem a noite, procurando uma imagem nos arquivos, me deparei com outra que para quem conhece a história da escalada e do boulder, é de arrepiar. Fiz em 94, quando estive a primeira vez no Camp 4. Aproveitando o momento, achei a história muito bem contada por Chris Parker e a traduzi pra quem não a conhece.

Midnight lightning

No início, não havia nada além de uma face de granito lisa no centro d Camp 4, o mais famoso camping do vale de Yosemite. Durante anos , os escaladores chamaram a pedra do Columbia Boulder, mas ainda assim … era apenas uma pedra.

Em 1978, no entanto, um frito de ácido John ” Yabo ” Yablonski, imaginou uma linha improvável no boulder Columbia, e conseguiu convencer os seus companheiros Ron Kauk e John Bachar a gastar energia tentando o problema. No início, eles pensavam que ele era louco. Mas à medida que os dias e as semanas passavam, Kauk e Bachar encontraram-se conectando um movimento “impossível” com o próximo e, finalmente, chegaram à agarra apelidada de Raio da meia-noite – nomeada em lembrança a música de Jimi Hendrix.

Depois de dois meses de esforço, Kauk chegou à virada do boulder, e naquele momento o “nada” de repente se tornou algo significativo. Midnight Lightning (V8) tinha se transformado em um dos mais difíceis problemas de boulder do mundo.

John Bachar conseguiu finalizar o boulder de outra forma, mais direta, e se tornou a segunda pessoa a escalar o Lightning. E nos próximos sete anos, Bachar foi o único a subir de forma consistente o problema, que ele às vezes repetia cinco vezes seguidas, ou mesmo descalço!

Em um momento de expressão artística, Bachar pegou um tanto de magnésio e desenhou um raio na face de granito mais lisa ao lado do problema. Para muitos, esse desenho giz se tornou um símbolo que representava o espírito da escalada em Yosemite. O problema tornou-se famoso. As pessoas viajavam de todo o mundo para tentar fazê-lo, e aqueles que foram capazes de mandá-lo, refaziam o raio com magnésio, deixando a sua própria história na face de um símbolo que, inevitavelmente, mudaria ao longo do anos e foi até mesmo ser danificado pela tempestade ocasional inverno, mas apenas para ser restaurado como um afresco italiano para resistir ao teste do tempo e manter a história.

 

 


Tags relacionadas:
BoulderYosemite

Artigos Relacionados

O fim da escalada em São Bento do Sapucaí ?

Não lembro mais quantas vezes já escrevi sobre este assunto, nem quanto outras pessoas com o mínimo de coerência e

Porteiras Fechadas

Artigo para a revista Go Outside, abril 2008 Por que administradores de points de escalada em rocha proibiram tal prática

A lei de Gerson e o Montanhismo

Os últimos meses foram bem ricos para quem curte assistir de camarote a propagação de idéias erradas e consegue ter