Expedição Lotus Flower Tower – aprendendo a suturar

Expedição Lotus Flower Tower – aprendendo a suturar

Esta semana aprendi algo novo que será de grande valor nas próximas expedições: costurar companheiros estropiados. O teste foi com um pé de porco (que depois foi pro feijão), e deve ser o mesmo procedimento com os parsas.

Em 2006 quando tentávamos uma nova via no Suri Tondo, Mali (África), o Fernando Leal foi atingido por um bloco que abriu um buraco considerável no antebraço. Naquela situação, um rolo de silver tape solucionou e estancamos o sangramento. Agora, os companheiros não precisam mais se preocupar. Ahahahaha!


Related Articles

Novo setor de escalada esportiva em Sao Thome das Letras

Neste final de semana, estive em São Thomé das Letras, onde na companhia do Pedro e Thiago Flauzino conheci o

Equalize-se e permaneça vivo

O fato de uma pessoa praticar uma atividade muitas vezes a leva a ficar desleixada com as regras básicas de

Proteções perigosas e como identificá-las?

Ao escalar muitas vias equipadas com chapeletas, noto que nem sempre o conquistador – ou equipador – conhecia a forma

No comments

Write a comment
No Comments Yet! You can be first to comment this post!

Write a Comment