Expedição Lotus Flower Tower – aprendendo a suturar

Expedição Lotus Flower Tower – aprendendo a suturar

Esta semana aprendi algo novo que será de grande valor nas próximas expedições: costurar companheiros estropiados. O teste foi com um pé de porco (que depois foi pro feijão), e deve ser o mesmo procedimento com os parsas.

Em 2006 quando tentávamos uma nova via no Suri Tondo, Mali (África), o Fernando Leal foi atingido por um bloco que abriu um buraco considerável no antebraço. Naquela situação, um rolo de silver tape solucionou e estancamos o sangramento. Agora, os companheiros não precisam mais se preocupar. Ahahahaha!


Related Articles

Escalada tradicional – segurança de cintura

  Antes do advento de qualquer dispositivo de segurança, a segurança de corpo, passando a corda pelas costas na altura

Pao de cacador – uma receita para quem caminha varios dias

Se você tem o hábito de caminhar por vários dias e gosta de pão fresco, aqui vai uma receita escoteira

O caminho do trabalho

Johann Lauda, no topo do Bauzinho, com a Pedra do Baú ao fundo, e a Serra da Mantiqueira à perder

No comments

Write a comment
No Comments Yet! You can be first to comment this post!

Write a Comment