Valle de los Cóndores – Chile

by Eliseu Frechou | 10 de maio de 2018 20:38

O Valle de los Cóndores, com El Salto sem água.

O Valle de los Cóndores visto da estrada, com El Salto sem água.

Daí que a Dra. Ana soltou no almoço: “Vamos pro Chile?” Ahhhh meu! Perguntar pra pobre se quer dinheiro é até sacanagem. O Luciano Fernandes do Blog dEscalada havia acabado de soltar uma matéria sobre o Valle de los Cóndores e numa visita ao abrigo, me falou muito sobre o lugar que fica no centro do Chile, quase fronteira com a Argentina. Demos uma busca sobre o lugar, consegui mais infos com a @greicedesign no insta e depois de assistirmos um vídeo que o Luciano nos aconselhou, deu muita vontade de ir pro point e escalar naquela rocha basáltica tão estranha.

A estrada a partir de Talca passa por lugares muito bonitos.

A estrada a partir de Talca passa por lugares muito bonitos.

Após uma rápida passagem por Santiago, seguimos na mesma tarde para Talca, metade do caminho. Ficamos numa pequena pousada e no dia seguinte fizemos supermercado, já imaginando que esta seria a última chance de podermos escolher melhor o que iríamos comer nos próximos dias. Nesta época (início de maio) os dias amanhecem depois das 07h30. Após fazermos compras e abastecermos o carro (não sabíamos, mas o posto de gasolina no km 40 é o último até o Valle, que fica no km 135), partimos para mais 4 horas de estrada. Linda estrada!

Perto do km 130 as paredes em formação de cânion já começam a se mostrar. A entrada é logo após a guarita da obra da usina hidrelétrica. Se você estiver com carro alto, rolas acampar na frente da Grande Parede e perto do abrigo. Se seu carro é baixo, siga pela estrada e não entre em lugares onde não tenha certeza de conseguir sair.

Acampamento bem próximo das paredes.

Acampamento bem próximo das paredes.

 

As principais formações, vistas de cima da La Gran Pared.

As principais formações, vistas de cima da La Gran Pared.

Não havia água perto dos pontos de acampamento nos dias em que ficamos lá. Os rios estavam secos e foi só no segundo dia que conseguimos descobrir onde apanhar água corrente – num riacho que cruza a estrada logo após a guarita da mina e forma a Cascata Invertida.

Nossas impressões sobre as escaladas, a rocha e tudo o mais, a Ana vai escrever na edição #162 do Mountain Voices, então não serei redundante. Assim que o jornal for impresso, coloco o link aqui.

Setor La Gran Pared. Escaladas para você se ambientar antes de andar até as paredes mais distantes.

Setor La Gran Pared. Escaladas para você se ambientar antes de andar até as paredes mais distantes.

 

Ana numa das vias da La Gran Pared. Rocha lisa com ângulos que parecem querer te cortar!

Ana numa das vias da La Gran Pared. Rocha lisa com ângulos que parecem querer te cortar!

O croqui do Valle de los Cóndores pode ser baixado no link http://www.guiaescaladachile.com/2011/11/valle-de-los-condores.html[1]

Dica? Leve roupas de frio pouco volumosas, pois você terá de escalar com elas mesmo nos dias de sol, pois o vento andino se faz presente.

Se for escalar rotas tradicionais. Leve luvas e várias peças médias na faixa de 1 e 2” repetidas. Leve umas grandes também, entre 4 e 6”. Prefira, sempre que possível, nuts a cams pois a rochas as vezes é escorregadia.

Setor La Cárcel. Fendas difíceis e com necessidade de várias peças repetidas. Não levei muitas e tive que fazer leap-frog, além de distanciar as proteções mais do que eu gostaria :(

Setor La Cárcel. Fendas difíceis e com necessidade de várias peças repetidas. Não levei muitas e tive que fazer leap-frog, além de distanciar as proteções mais do que eu gostaria :|

Ana com La Carcél no fundo.

Ana com La Carcél ao fundo.

 

Cascata Invertida.

Cascata Invertida, onde o vento trás a água de volta para cima. Espetacular.

Se for possível, leve água para beber de outro lugar, pois é melhor do que confiar na qualidade da água dos rios. Não há banheiro no lugar, leve pá, e enterre seus dejetos para evitar contaminação dos rios.

Faça uma boa compra e abasteça seu carro em Talca e depois no km 40. Lá não tem nada perto. La Mina fica a 35km e apesar de ter pequenos restaurantes e pousadas, não tem gasolina.

Pegue infos do lugar com os locais que porventura encontrar. Achar a descida para El Salto e outros setores mais engrotados não é fácil e lhe consumirá algumas horas de caminhada e muitas calorias.

Agradecimentos às marcas:

DEUTER – Mochilas e sacos de dormir[2]

SOLO – Roupas e agasalhos[3]

TENAYA – Sapatilhas[4]

TRANGO – Costuras, proteções e freios[5]

SEA TO SUMMIT – Sacos estanque e acessórios de cozinha[6]

CAMELBAK – Garrafas e térmicas[7]

O Abrigo está sempre aberto, caso não queira acampar.

O Abrigo está sempre aberto, caso não queira acampar.

Endnotes:
  1. http://www.guiaescaladachile.com/2011/11/valle-de-los-condores.html: http://www.guiaescaladachile.com/2011/11/valle-de-los-condores.html
  2. DEUTER – Mochilas e sacos de dormir: http://www.deuter.com.br
  3. SOLO – Roupas e agasalhos: https://www.solo.ind.br
  4. TENAYA – Sapatilhas: https://www.sbioutdoor.com.br/masai
  5. TRANGO – Costuras, proteções e freios: https://www.sbioutdoor.com.br/6ghh30z8a-costura-react
  6. SEA TO SUMMIT – Sacos estanque e acessórios de cozinha: http://seatosummit.com.br
  7. CAMELBAK – Garrafas e térmicas: http://www.nautikalazer.com.br/aventura/hidratacao/garrafas/garrafa-chute-0-75l.html

Source URL: http://eliseufrechou.com.br/valle-de-los-condores-chile/